Flavio Cruz

Há um tempo para tudo

Enquanto a seca ataca nossos lagos e represas, as águas violentas do mar invadem nossas terras. Em outras partes, treme o solo e os furacões atacam no ar. A natureza, rebelde, se defende contra a intrusão do homem. As almas também estão em rebelião. Inquietam-se por causas fúteis. As pessoas simples são esquecidas e deixadas à própria sorte, enquanto as ricas se perdem em sua ganância. Povos furiosos, guiados por líderes insanos, se debatem em guerras vãs e inúteis. Guerras sem ética que matam crianças e idosos. O mundo está em revolução, regredindo aos primórdios da civilização. Tempos difíceis.
Como dizem os livros sagrados, há um tempo para tudo. Agora, amigos, é tempo de cautela.

 

Todos los derechos pertenecen a su autor. Ha sido publicado en e-Stories.org a solicitud de Flavio Cruz.
Publicado en e-Stories.org el 23.03.2016.

 

Comentarios de nuestros lectores (0)


Tu comentario

¡A nuestros autores y a e-Stories.org les gustaría saber tu opinión! ¡Pero por favor, te pedimos que comentes el relato corto o poema sin insultar personalmente a nuestros autores!

Por favor elige

Post anterior Post siguiente

¿Este novel/poem viola la ley o el reglamento de publicación de e-Stories.org?
¡Por favor, infórmanos!

Author: Changes could be made in our members-area!

Mas de"General" (Relatos Cortos)

Otras obras de Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Uma fábula assustadora - Flavio Cruz (Fantasía)
Pushing It - William Vaudrain (General)
Bad year 2021 - Rainer Tiemann (Histórico)