Flavio Cruz

Namorada politicamente correta

Minha nova namorada é toda política.
Social, compenetrada, compromissada.
Quis ser legal com ela, quis ser como ela,
estar por dentro, para ela me aceitar...
Falei: sou um comunista assustador!
Ela se alarmou e muito me preocupei.
Logo a seguir mudei de opinião:
Sou de direita! Ultraconservador!
Mais assustada ainda ela ficou.
Sem saber o que fazer, tentei mais uma vez:
Sou do centro, então! Bem centrado eu estou:
Nem socialista, nem capitalista,
muito pelo contrário, nem sei o que sou.
Fez uma cara de desprezo e, imediatamente,
me abandonou, não sem antes comentar:
Não tem vergonha de ficar em cima do muro?
Vá se entender essas garotas de hoje em dia...

 

 

Todos los derechos pertenecen a su autor. Ha sido publicado en e-Stories.org a solicitud de Flavio Cruz.
Publicado en e-Stories.org el 07.08.2015.

 

Comentarios de nuestros lectores (0)


Tu comentario

¡A nuestros autores y a e-Stories.org les gustaría saber tu opinión! ¡Pero por favor, te pedimos que comentes el relato corto o poema sin insultar personalmente a nuestros autores!

Por favor elige

Post anterior Post siguiente

¿Este novel/poem viola la ley o el reglamento de publicación de e-Stories.org?
¡Por favor, infórmanos!

Author: Changes could be made in our members-area!

Mas de"Fantasía" (Poemas)

Otras obras de Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Uma pedrinha - Flavio Cruz (General)
The Power of Darkness - Ramona Benouadah (Fantasía)
The secret is ... - Inge Hoppe-Grabinger (Psicológico)