Flavio Cruz

Extremidades e extremistas

Todo mundo sabe que, quando o organismo humano é submetido a temperaturas muito baixas, as extremidades do corpo são as primeiras a serem privadas da circulação sanguínea, da força vital. Os dedos das mãos e dos pés ficam congelados. Só depois é que outras partes vão sofrer as consequências das intempéries. Por último, ficam os órgãos vitais, como coração e pulmões. A natureza, em sua sabedoria, sabe que de nada adianta salvar as mãos e os pés, se o coração parar de bater.Talvez seja por isso que a desgraça do mundo esteja nas extremidades. O insano e radical terrorista, que quer explodir tudo para expor suas ideias é tão ruim quanto o capitalista cruel que é capaz de sacrificar vidas humanas para aumentar seu lucro até o extremo.Quando a nossa civilização estiver chegando ao fim, as extremidades vão sumir primeiro. Vão restar apenas as pessoas cuja essência é o coração. E, para quem acredita em almas, depois do coração, só elas vão restar. No meio de tudo, dentro da essência, bem longe de tudo que é extremo...

Além disso, quem está nas duas pontas de tudo, se der mais um passo, pode cair no abismo.

 

Todos los derechos pertenecen a su autor. Ha sido publicado en e-Stories.org a solicitud de Flavio Cruz.
Publicado en e-Stories.org el 22.03.2016.

 

Comentarios de nuestros lectores (0)


Tu comentario

¡A nuestros autores y a e-Stories.org les gustaría saber tu opinión! ¡Pero por favor, te pedimos que comentes el relato corto o poema sin insultar personalmente a nuestros autores!

Por favor elige

Post anterior Post siguiente

¿Este novel/poem viola la ley o el reglamento de publicación de e-Stories.org?
¡Por favor, infórmanos!

Author: Changes could be made in our members-area!

Mas de"Política & Sociedad" (Relatos Cortos)

Otras obras de Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

O Profeta Mudo - Flavio Cruz (Sátira)
El Tercer Secreto - Mercedes Torija Maíllo (Ciencia-Ficción)