Marta Sofia

solidão

Fujo da solidão
refugiando-me no trabalho
É so uma forma de esquecer a escuridão
e ao mesmo tempo é o espelho
do meu coração...
Não é o trabalho que cura as dores
feridas e cicatrizes
os dissabores
da falta de amor.
Mas sigo a minha existência
ao sabor do vento
com o coração no trabalho
e a mente no coração
para esquecer da ausência
do carinho na escuridão...

 

Todos los derechos pertenecen a su autor. Ha sido publicado en e-Stories.org a solicitud de Marta Sofia.
Publicado en e-Stories.org el 11.09.2006.

 

Comentarios de nuestros lectores (0)


Tu comentario

¡A nuestros autores y a e-Stories.org les gustaría saber tu opinión! ¡Pero por favor, te pedimos que comentes el relato corto o poema sin insultar personalmente a nuestros autores!

Por favor elige

Post anterior Post siguiente

¿Este novel/poem viola la ley o el reglamento de publicación de e-Stories.org?
¡Por favor, infórmanos!

Author: Changes could be made in our members-area!

Mas de"Soledad" (Poemas)

Otras obras de Marta Sofia

Did you like it?
Please have a look at:

Deserto - Marta Sofia (Emociones)
Fin d´Octobre à Avignon - Rainer Tiemann (Soledad)
I wish... - Jutta Knubel (Camaradería)