Filipe Freitas

O Fim?

Hoje pintei o céu de negro,apeteceu-me,as ondas do mar de cinza,para que pareça o fim......escondi-me atras do sol para que ninguem me visse atraves da ofuscante luz.....palavras que saem desta boca que anseia por um beijo de Amor,beijo esse que tarda em chegar,mas será que o mereço? será que afinal nao estou morto? como acreditar que estou vivo se os dias me amarram a esta escuridão interminável?
Rasgo sentimentos como se fossem folhas de papel,posso até Amar mas morro,morro porque tenho frio,o meu coração quente precisa de abrigo....todos os dias construo castelos mas também todos os dias há marés,mas eu como se fosse imortal,engano o tempo,faço tudo de novo com o mesmo empenho e perfeiçao,pois este é o meu destino......se um dia me matasse como poderia ajudar alguem? o meu propósito tem sempre como alvo outrém,são esses alguéns que me dão vida e esperança........a minha jangada flutua mas não sai do mesmo sítio,como se Poseidon estivesse a segurá-la,mas se ele se preocupa em faze-lo é porque ainda não chegou a hora de ir para o Mar. 

 

Todos los derechos pertenecen a su autor. Ha sido publicado en e-Stories.org a solicitud de Filipe Freitas.
Publicado en e-Stories.org el 27.04.2009.

 

Comentarios de nuestros lectores (0)


Tu comentario

¡A nuestros autores y a e-Stories.org les gustaría saber tu opinión! ¡Pero por favor, te pedimos que comentes el relato corto o poema sin insultar personalmente a nuestros autores!

Por favor elige

Post anterior Post siguiente

¿Este novel/poem viola la ley o el reglamento de publicación de e-Stories.org?
¡Por favor, infórmanos!

Author: Changes could be made in our members-area!

Mas de"Dolor" (Relatos Cortos)

Otras obras de Filipe Freitas

Did you like it?
Please have a look at:

A minha força...... - Filipe Freitas (Vida)
Heaven and Hell - Rainer Tiemann (Humor)